szabo-viktor-4QmSdCP4bhM-unsplash

Posts Recentes!

Finalmente é revelada a receita do YouTube – US $15 bilhões em 2019

A plataforma teve um crescimento expressivo de 35,85% comparado ao último ano.

A decisão tomada pelos cofundadores Larry Page e Sergey Brin de se afastarem das decisões diárias da companhia de tecnologia no último mês, trouxeram repercussões em Wall Street de que a Alphabet tomasse para si mais uma das armadilhas de uma empresa convencional quando o assunto é lidar com acionistas. 

A receita do YouTube chegou a $15 bilhões no ano de 2019.

Percebeu-se que através do primeiro relatório trimestral divulgado em relação aos ganhos da companhia sob a direção do novo chefe Sundar Pichai, a Wall Street recebeu algo que desejava há muito tempo, um novo olhar, com outro nível de divulgação sobre como ganhar dinheiro com o YouTube, além das divisões de computação em nuvem.

Os acionistas puderam ter acesso a total transparência durante todo o procedimento. 

Houveram promessas aos acionistas, principalmente assegurando-os em relação à rentabilidade que poderia vir a partir da receita do YouTube. 

Resultado de imagem para youtube

Já em relação aos investimentos nos projetos “moonshot” da Alphabet, houveram perdas significativas, fazendo com que houvesse um maior compromisso e a criação de estratégias que pelo menos pudessem possibilitar a recompra das ações. 

Foi triste ver que o solo voador do primeiro quarto de Pichai tenha sido manchado por figuras sem brilho e criatividade.

O “business” publicitário nas buscas no Google ainda possui alta relevância e atividade, porém a receita desse negócio não é tão alta como o esperado, principalmente devido a uma queda nas vendas mais fracas do smartphone Pixel. 

A margem de lucro da companhia teve um declínio principalmente pelas perdas de projetos, incluindo unidades de carros sem motoristas, venda e entrega de drones, entre outras atividades.

A empresa Alphabet após o ocorrido teve um corte de U$ 40 bilhões no mercado e nas negociações pós mercado, fazendo com que a avaliação de U$ 1 trilhão do mês passado desaparece. 

Quer ter a melhor internet do Brasil? Venha para a CLARO!

O “Boom” dos relatórios! Qual o impacto dessa receita?

A Wall Street não ficou impressionada com o desempenho trimestral, a divulgação é que trouxe uma recepção muito mais calorosa. Já a receita do YouTube foi uma surpresa para todos, de forma positiva.

“Essa é a melhor fase da Alphabet em que estou desde que estou cuidando da companhia”, disse Heather Bellini, que acompanha a empresa como analista na Goldman Sachs há quase dez anos. 

Outros analistas usaram a teleconferência da empresa na segunda-feira para tentar analisar os negócios que há muito  tempo eram sem brilho para investidores externos, mesmo que de forma limitada.

“É positivo – mas obviamente trouxe mais questões à tona”, disse Youssef Squali, analista da SunTrust. Entre os detalhes mais importantes que a Alphabet deixou de fora, acrescentou, estava o nível de lucros ou perdas nos negócios que são de extrema relevância para a análise de investimentos e de ações.

Novos relatórios e informações mostraram que as divisões do YouTube assim como a computação em nuvem estão em forte crescimento, porém, ainda não foi atingido o que é esperado deles, ou seja, a receita do YouTube poderia ser maior.

A receita do YouTube chegou a U$ 15 bilhões no ano passado, um valor maior do que as receitas das redes de TV americanas ABC, NBC  e Fox juntas. Porém, no último trimestre houve uma queda no crescimento de 31%.

Uma desaceleração inesperada comparada aos 38% dos últimos nove meses. 

O YouTube recebeu muitas críticas no último ano devido a uma parte do conteúdo que estava promovendo aos usuários, em que poderiam afetar diretamente o acesso dos usuários devido a alterações em seus algoritmos. 

Resultado de imagem para dinheiro dólares

Atualmente o YouTube possui uma média de audiência de mais de 2 bilhões de espectadores, com essa divulgação é mostrado que o YouTube recebe 7 a 8 Dólares por ano em receita por cada usuário. 

O Facebook recebe uma média de U$ 7,38 por usuário, seguido pelo Twitter com U$ 5,68.

A maior parte da receita do YouTube é proveniente das campanhas publicitárias de “marca”, possuindo muito espaço para o crescimento de novas formas de publicidade na plataforma do YouTube. 

Ganhar dinheiro com o YouTube pode ser real, se houver o investimento certo nas publicidades. “Isso pode se tornar uma grande área de crescimento para nós” afirmou ele, enquanto a Google visa transformar o YouTube em uma plataforma de comércio online.

Além disso, o relatório de crescimento da nuvem é pequeno comparado a plataforma de nuvem da Microsoft Azure, que obteve um crescimento acelerado no último trimestre de 62%. 

Isso define o ótimo momento da companhia Alphabet em relação ao aumento de receita do YouTube.

O jogo sem fim das Big Companies

Quando Page ainda era o responsável pela companhia os enfoques eram sempre em uma visão de longo prazo, assim como as estratégias desenvolvidas na área de investimentos, obtendo gastos expressivos a curto prazo. 

Tanto o número de funcionários como os gastos tenderão a  aumentar nos próximos anos, a medida que a Google adquiriu a empresa Fitbit e continuar seus investimentos em Inteligência Artificial e nuvem.

Isso pode ter impactos diretamente ligados a empresa Alphabet, criada pelos fundadores da Google há alguns anos para investirem em maior desenvolvimento tecnológico. 

Porém, atualmente os resultados são bons, com a divulgação de receita do YouTube, não só houve a maior procura de acionistas, como a imagem da companhia ficou positiva, com a chance de melhores resultados no futuro.

O que a Claro tem de melhor

Passaportes

Com os Passaportes, a Claro inova mais uma vez: cliente Claro pós fala e navega como se estivesse no Brasil.

4.5G

Navegue no 4G mais rápido do Brasil, com velocidade 4.5G até 10x mais rápido.

WhatsApp

WhatsApp sem descontar da sua internet para mensagens de texto, ligações de voz, fotos e vídeos.

Ligações

Cliente Claro tem ligações ilimitadas para qualquer operadora, do pré ao pós.